[Epidauro Pamplona]

Epidauro Pamplona

www.epidauropamplona.com.br

Eu, Epidauro Pamplona, pseudônimo literário e legalizado de Carlos Alberto de Souza, brasileiro, casado, aposentado, graduado em Direito pela FASTE/UNIT, jornalista licenciado tacitamente pelo STF e radialista/comentarista free-lancer, atendendo diversas pessoas do meu cotidiano, resolvi criar este sítio eletrônico dentro dos princípios jornalísticos de entreter, informar e até orientar seus leitores, embasado nos deveres, direitos e garantias fundamentais que preceituam a CRFB/88 em seus artigos 5º incisos IV, V, X, XIII, XIV e 220 caput.

Neste contexto, torna-me relevante parafrasear as palavras do meu confrade, Vidal Serrano Nunes Júnior, Doutor em Direito Constitucional pela PUC-SP, no Congresso Internacional de Direito Constitucional em Natal-RN em 2011, in verbis: “o direito de informação, para que seja completo nos seus objetivos de função social e normativo, há de contemplar três vertentes: os direitos de informar, o de se informar e o de ser informado”.

Neste viés, sob a égide do artigo 220 caput da Magna Carta posso asseverar que a informação séria, sob qualquer aspecto, não sofrerá supressão e nem censura de acordo com o constituinte que blindou a liberdade jornalística de informar, sem restrições castrenses, políticas, partidárias, econômicas e, sobremaneira, sem partidarismos tendenciosos e energúmenos verificados gritantemente nos poderes da República.

Em contraditório, contudo, constitucionalmente, devem ser observados a relevância da preservação dos direitos fundamentais à imagem, à honra, à privacidade e à intimidade da pessoa objeto da notícia ou da crítica, segundo os ensinamentos do precitado Vidal Serrano Nunes Júnior.

Nesta contextura do sítio eletrônico, epidauropamplona.com.br, reitero o relançamento da coluna semanal, PÉROLAS DO SENADINHO, criação imortal deste septuagésimo escrevinhador, autor do TCC universitário: TRÁFICO DE DROGAS, ESSÊNCIA DO CRIME ORGANIZADO NO BRASIL, e anuncio também o lançamento parcial de minha biografia, em capítulos, com ênfase nos embates e horrores do triste período em que fui preso político e torturado nos porões da famigerada Ditadura Militar, e, tempos depois, minhas estadias nos países da África Ocidental e nas beligerantes nações do Oriente Médio.

EPIDAURO PAMPLONA
Siga-me: